29/11/2017

Comitê de Valorização da Enfermagem visita unidades em Viçosa

O Comitê de Valorização da Enfermagem, do Coren-AL, esteve em viçosa para ouvir e orientar os profissionais de enfermagem em situaçõe ...

O Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL), representado pelo Comitê de Valorização da Enfermagem esteve em viçosa para ouvir e orientar os profissionais de enfermagem em situações de assédio moral e violência no trabalho.

Na oportunidade, foram visitadas a UPA de Viçosa, o SAMU e o Hospital Municipal. O objetivo das visitas foi para promover o Comitê de Valorização entre os profissionais de Enfermagem da Região. O Coren-AL criou em 2017 (através da portaria nº 085/2017) o Comitê de Valorização da Enfermagem e de apoio ao profissional Enfermeiro, Técnico de Enfermagem e Auxiliar de enfermagem vítima de violência.

O objetivo deste Comitê é de adotar medidas que visem defender os direitos dos profissionais de enfermagem, promovendo a dignidade e o exercício profissional com liberdade e autonomia, incentivando que os mesmos sejam tratados conforme os pressupostos e princípios legais, éticos e dos direitos humanos. Além também de promover ações de natureza educativa com a finalidade de sensibilizar e orientar, os profissionais de enfermagem no tocante a questões sobre valorização profissional e medidas de prevenção e proteção ante à violência no trabalho.

A violência contra os profissionais de enfermagem tem se mostrado crescente, em âmbitos moral, verbal, físico, psicológico, financeiro, dentre outros, sendo praticada por usuários, acompanhantes, colegas de trabalho, chefia e empregador. Tal problemática revela a necessidade de desenvolver estratégias que visem à valorização do profissional, apoio as vítimas, redução e prevenção dos casos de violência.

De acordo com a pesquisa intitulada “Perfil da enfermagem” realizada pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) em parceria com a Fundação Osvaldo Cruz, apenas 29% dos profissionais de enfermagem se sentem protegidos no ambiente de trabalho e 53% são maltratados chegando a sofrer violência física. A partir desse contexto, o Cofen em 2017 iniciou a campanha #Respeitonaveia com o objetivo de alertar a população sobre essa violência.

O Coren-AL disponibiliza também sempre que possível apoio, de caráter assistencial em saúde ou consultivo no âmbito jurídico, aos enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliar de enfermagem que sofram constrangimento e outras formas de violência no exercício profissional.

Qualquer profissional que tenha sofrido alguma forma de Violência física e/ou verbal ou esteja sendo vítima de qualquer tipo de assedio em seu ambiente de trabalho pode registrar sua denuncia junto ao Comitê de valorização do Coren-AL no telefone 3326-1023 ou pelo email cipe@corenalagoas.org.br .