06/01/2017

Conselho visita UPA do Benedito Bentes para avaliar segurança dos profissionais de enfermagem

A fiscalização do Coren-AL esteve na UPA do Benedito Bentes

Profissionais sofrem ameaças constantes por parte da população

A fiscalização do Coren-AL esteve na UPA do Benedito Bentes ontem pela manhã para conversar com  a equipe de Enfermagem do local após o ocorrido na última segunda-feira,  quando a unidade teve que ser fechada  depois que a equipe plantonista foi ameaçada por um paciente.

Ciente de que deve ser garantida a segurança e integridade física dos profissionais de enfermagem no local de trabalho, o Coren-AL esteve na unidade para conversar com os profissionais, avaliar a situação atual e garantir que o estado tomou alguma providência em relação à segurança dos profissionais.

Em visita, os profissionais da Unidade informaram que apesar das rondas oferecidas pela policia ainda se sentem inseguros e que as ameaças por parte da população são recorrentes. Segundo pesquisa publicada recentemente que traça o perfil da Enfermagem em Alagoas, mais de 70% dos profissionais de enfermagem do estado sentem-se desprotegidos no local de trabalho.  Segundo a presidente do Coren-AL, Zandra Candiotti, essa insegurança no local de trabalho afeta emocionalmente e pode impedir de que o profissional desenvolva todo o seu potencial.

“ O profissional que cuida precisa também ser cuidado. Trabalhar em processo de risco todo tempo gera estresse e afeta o emocional do profissional” explica.

A presidente do Conselho informou que o Conselho estará se reunindo a partir da próxima semana com a Secretaria de Segurança publica Municipal e estadual, assim como também com a secretaria de saúde e os ministérios publico estadual e municipal para tentar resolver a questão de segurança dos profissionais de enfermagem nas Unidades de Saúde do Estado e Município.