24/07/2018

Coren-AL cria primeira comissão de ética de enfermagem hospitalar de Alagoas

O Hospital Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema, foi o pioneiro

Após 25 anos da aprovação da primeira resolução que fala sobre a criação e implantação das comissões de ética em âmbito hospitalar, o Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) implantou a primeira comissão no Hospital Dr. Clodolfo Rodrigues de Melo, em Santana do Ipanema.

Nesta segunda-feira (23), o presidente do Coren-AL Renné Costa, o vice-presidente Paulo Guimarães e o conselheiro Maycon Correia estiveram no hospital para solenidade de homologação da comissão que será formada por três profissionais da enfermagem da instituição: Everaldo Garcia, Adriely Chagas e Sidnicleia Bezerra.

Segundo Renné Costa, essa era uma das metas da nova gestão. “Alagoas era o único estado que não tinha comissão de ética em instituições de saúde. Quando assumimos o Conselho no início desse ano firmamos o compromisso de criar essas comissões que serão nosso braço direito auxiliando na prevenção de infrações”, afirmou.

As comissões de ética no âmbito hospitalar têm atuação de caráter consultivo, educativo e de fiscalização do exercício profissional. Segundo Nayron Vasconcelos, assessor técnico responsável pelos processos éticos do Coren-AL, a comissão dentro do hospital é uma forma de divulgar o Código de Ética e esclarecer os demais atos normativos que regem a profissão entre os trabalhadores daquela instituição.

“O Código de Ética é um instrumento normativo, que direciona os profissionais em suas atividades laborais, sendo uma forma de garantir o exercício profissional com excelência. O objetivo é promover uma assistência de enfermagem de qualidade para a população e, assim, minimizar as infrações”, explicou Nayron.

A Diretora do Hospital, Lúcia de Fátima, ressaltou a importância da primeira Comissão ser no interior do Estado e como essa atitude demonstra uma ação inovadora do Conselho. Já estão em andamento as Comissões da UPA do Trapiche, do Benedito Bentes, do Samu Maceió.

De acordo com a resolução 572/2018 do Conselho Federal de Enfermagem, as instituições de saúde com a partir de 20 enfermeiros são obrigados a terem a Comissão de Ética. “Os enfermeiros responsáveis técnicos que quiserem assessoria do Conselho para criar e implantar a Comissão é só nos procurar que estamos atentos e disponíveis para isso”, afirmou Nayron Vasconcelos.




  • Receba nossas novidades