30/08/2021

Coren-AL lança edital para capacitação em Consulta de Enfermagem Ginecológica

O edital de Chamamento Público vai selecionar municípios que tenham 10 ou mais equipes de saúde na atenção primária (PACS/ESF)

O Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) lançou nesta segunda-feira (30) o edital de Chamamento Público para os selecionar municípios que tenham 10 ou mais equipes de saúde na atenção primária (PACS/ESF) para capacitação em Consulta de Enfermagem Ginecológica com Ênfase nos Direitos Sexuais e Reprodutivos.

As inscrições serão realizadas exclusivamente de forma on-line, através do preenchimento do formulário eletrônico (conferir edital abaixo), pelo gestor de saúde do município, no período de 30 de agosto até as 13h59 do dia 29 setembro de 2021. Para mais dúvidas foi disponibilizado o telefone: +55 82 8185-5185

O projeto pioneiro, que foi iniciado em 2019, nesta nova etapa será ampliado e vai capacitar enfermeiros das 10 Regiões de Saúde de Alagoas. “A meta é capacitar 56 enfermeiros que estão atuando na Atenção Básica, nos próximos dias vamos conversar com os secretários municipais e divulgar os critérios de participação”, explicou Renné.

O projeto de Consulta de Enfermagem Ginecológica com Ênfase nos Direitos Sexuais e Reprodutivos acontece em parceria Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e tem a conselheira federal Dannyelly Costa como coordenadora.

O projeto poderia ser cumprido entre 2 e 3 anos, mas foi reduzido para 1 ano e 4 meses. Neste processo será iniciado o treinamento teórico com os profissionais selecionados em seguida a prática in loco com a consulta da enfermagem e a consulta de revisão após 3 meses da inserção.

A conselheira federal Dannyelly Dayane enfatizou que o projeto requer dedicação, esforço pela responsabilidade, habilidade técnica e científica. “O projeto foi apresentado pelo presidente Renné durante a ROP do Cofen e recebeu inúmeros elogios. Tenho certeza que mudará a história da enfermagem e do SUS garantindo às mulheres consulta de enfermagem de qualidade com ênfase no planejamento reprodutivo”, afirmou.

Através do investimento em planejamento reprodutivo, as cidades vão diminuir o índice de gravidez na adolescência, abortamento ilegal, mortalidade materna e infantil, mudando indicadores da saúde no Estado.

Confira aqui o Edital de Chamamento Público completo