09/03/2022

Coren-AL participa de ato pelo Piso Salarial da Enfermagem em Brasília

Reinvindicação aconteceu no Dia Internacional da Mulher e contou com 3 mil profissionais

Representantes do Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) participaram, na última terça-feira (8), do ato pela votação do PL 2564/2020, que cria o Piso Salarial da categoria. Em Brasília, os três mil profissionais da Enfermagem e entidades de saúde se reuniram para exigir celeridade na tramitação do projeto.

Estiveram presentes no ato o presidente e o vice-presidente do Coren-AL, Renné Costa e Paulo Guimarães, a conselheira federal Dannyelly Costa, a enfermeira Karina Tenório, o membro da Comissão de Valorização da Enfermagem, Rildo Bezerra, e o coordenador da Divisão de Processos Éticos da entidade, Lucas Casado.

O evento ocorreu no Dia Internacional da Mulher, sendo uma data simbólica, pois, de acordo com o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), 84,6% dos profissionais da categoria são mulheres. A Câmara dos Deputados está em regime híbrido, no entanto, 12 parlamentares também participaram da manifestação.

A presidente do Cofen, Betânia Santos, reforçou a necessidade da mobilização nessa data especial. “É simbólica a realização de atos no dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher. O PL contribui para reduzir a desigualdade salarial, numa profissão que é 85% feminina”, informa Betânia.

A enfermeira Karina Tenório destacou a importância da participação das profissionais no ato. “Eu quero parabenizar todas as mulheres e em especial as enfermeiras que estão na luta pelo PL 2564. Fizemos um dia diferente, um dia para ressaltar a nossa profissão”, afirma Karina.

O impacto orçamentário anual do piso ficou estabelecido em R$ 16 bilhões. Com isso, foi protocolado na última terça-feira um novo pedido de votação no plenário da casa legislativa em regime de urgência, já contando com as assinaturas necessárias.

Para o presidente do Coren Alagoas, Renné Costa, os mais de 50 mil profissionais da categoria e estudantes do nível técnico e superior precisam pressionar os parlamentares para que o projeto seja aprovado.

“Precisamos da participação dos deputados para que o PL do Piso Salarial da Enfermagem avance o mais rápido possível, em especial do presidente da Câmara, Arthur Lira, e dos líderes do PTB, Nivaldo Albuquerque, e do MDB, Isnaldo Bulhões, que são de Alagoas”, ressalta Renné.