01/06/2019

Coren-AL premia estudantes com os melhores trabalhos científicos

O evento aconteceu na sexta-feira, dia 31, na Unit, e encerrou a 2ª Semana da Enfermagem

Como uma forma de estimular a pesquisa e valorizar os estudantes, o Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) premiou os melhores trabalhos científicos. O primeiro lugar ganhou 3 mil reais, o segundo dois mil e o terceiro mil reais. A entrega aconteceu na tarde da última sexta-feira, dia 31, no anfiteatro do Centro Universitário Tiradentes (Unit), após apresentação dos melhores trabalhos das instituições de ensino e a avaliação da banca examinadora.

O primeiro lugar ficou com o estudante da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), mas que representou a Estácio, José Fernandes Barreto, com o tema: “Cuidados de Enfermagem em pacientes com Síndrome de Wolt Parkinson White no pré e pós-operatório”.

“O grande foco que eu tive quando eu decidi fazer essa pesquisa foi que um paciente precisava de assistência e eu não achei bases cientificas atuais para dar essa assistência e eu, mais uma vez, lembrei do meu foco cientifico, que é cobrir as lacunas que existem na ciência, onde a ciência ainda não criou”, destacou José Fernandes, aluno do 10º período.

O estudante Fabius Marques Luz, do Centro Universitário Cesmac, ficou em segundo lugar com o trabalho: “A enfermagem transcultural na atenção à saúde indígena: Violência acadêmica”. Já o terceiro lugar ficou com a aluna da Unit, Vanessa Camila Paixão Santos, com o tema: “Sistematização da assistência de enfermagem situações de desastre ambiental – tragédia de Mariana”.

Segundo Wbiratan Sousa, professor-mestre e coordenador da 2ª Semana da Enfermagem, a proposta é estimular a pesquisa para fortalecer os valores e princípios da profissão. “Esses foram os melhores trabalhos apresentados nas nove instituições de ensino superior, trabalhos incríveis voltados para repercussões dos pacientes críticos, mostrando que a enfermagem não trabalha apenas com a tecnologia leve, mas também tecnologia média e até mesmo dura, mostrando que somos profissionais competentes que estamos no mercado de trabalho para fazer o diferencial na vida das pessoas e dos usuários do Sistema Único de Saúde”, afirmou.

Esse ano os eventos foram distribuídos de forma estratégicas para atender a categoria e os estudantes. Ao longo da 2ª Semana da Enfermagem aconteceram palestras, minicursos e apresentação de trabalhos científicos em 17 instituições de ensino, sendo elas nove de nível superior e 8 de nível médio.

Estiveram na banca avaliadora as professoras e mestres: Jirliane Martins dos Santos, coordenadora da faculdade Estácio; Raquel Ferreira Lopes, coordenadora de estágio da Fat; Nathalia da Silva Araujo, professora da Unit; além do coordenador Wbiratan Sousa.

O vice-presidente do Coren-AL, Paulo Jorge, esteve presente na entrega dos prêmios e parabenizou os estudantes. “Ao longo dessa semana tivemos diversas atividades em comemoração ao Dia do Enfermeiro e do Técnico de Enfermagem. Não apenas a parte cientifica que acontece aqui, mas também audiências públicas na Câmara de Vereadores de Maceió e na Assembleia Legislativa de Alagoas, serviram para lutar por mais dignidade ao profissional como as 30 horas, o piso salarial e o descanso digno”, destacou.




  • Receba nossas novidades