06/10/2019

Coren-AL reforça capacitação sobre dimensionamento

Fiscais do Coren, RTs e coordenadores de enfermagem participaram do evento

Para trazer mais conhecimento, o Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL), trouxe a coordenadora da Câmara Técnica de Legislação e Normas do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Cleide Mazuela, para ministrar uma capacitação sobre dimensionamento para a equipe de fiscalização do Coren-AL e uma palestra no 2º encontro de Enfermeiros Responsáveis Técnicos e Coordenadores de Enfermagem.

A capacitação dos fiscais aconteceu na quarta-feira, dia 02, na sede do Coren-AL. Já o 2º encontro de Enfermeiros Responsáveis Técnicos (RT) e Coordenadores de Enfermagem aconteceu no Centro Universitário Tiradentes (Unit), na quinta-feira, dia 03, com diversas palestras. Cleide Mazuela explicou que os dois eventos se complementam.

“Com os fiscais oferecemos a ferramenta para que eles se empoderem do conhecimento e auxilie os RTs na hora de fazer o dimensionamento. Com os RTs estamos somando esforços para que eles entendam um pouco mais sobre dimensionamento, noção mais básica, já que o dimensionamento de pessoal é função gerencial do RT”, afirmou.

Encontro de RT
O evento também contou com a palestra do conselheiro federal Antônio Marcos, sobre a importância de um enfermeiro Responsável Técnico para o serviço da enfermagem. O presidente do Coren-AL, Renné Costa, falou sobre os desafios da enfermagem alagoana e a ações do Conselho.

O assessor técnico, Nayron Vasconcelos, palestrou sobre as comissões de ética hospitalar e passou para os RTs quais os passos para instalar uma. O mestre em comunicação, Carlos Conce, também conversou com o público e deu dicas de oratória e liderança.

Dimensionamento
O dimensionamento de pessoal da enfermagem é um processo sistemático, que tem a finalidade de calcular a quantidade ideal de profissionais da enfermagem para prestar uma assistência de qualidade, atendendo a demanda e necessidades da unidade de saúde, de acordo com os serviços prestados e quantidade de pacientes.

O cálculo toma como base a Lei do Exercício Profissional da Enfermagem. “O dimensionamento é uma das coisas que mais tem afetado a saúde publica e a saúde do profissional. Porque quando você trabalha com um número de profissionais reduzidos, você está colocando em risco a vida do paciente e a própria vida do profissional, que está sujeito a cometer erros por conta da sobrecarga do trabalho”, explicou a coordenadora da Câmara Técnica do Cofen.




  • Receba nossas novidades