30/01/2019

Enfermeira denuncia diretora do HGE por assédio moral

Conselho e Sindicato estão tomando as providências necessárias

Conselho e Sindicato estão tomando as providências necessárias

 

No final da tarde desta terça-feira, dia 29, a enfermeira, que estava trabalhando na área verde do Hospital Geral do Estado de Alagoas, denunciou a diretora geral da instituição, Marta Celeste de Oliveira Mesquita, por assédio moral. A vítima registrou o Boletim de Ocorrência no Complexo de Delegacias Especializadas – CODE.

De acordo com a vítima, a diretora ordenou a retirada das macas do corredor da área verde, porém ao afirmar que estava aguardando o profissional responsável para solucionar a situação, a diretora alterou o tom de voz e expulsou a vítima do local na frente de funcionários, pacientes e acompanhantes.

“Ela disse que eu não trabalhava mais no HGE e que iria me devolver para a Secretaria de Estado da Saúde, me humilhou na frente de todos”, relatou. Após o acontecido, a enfermeira encaminhou um documento com o relato assinado por ela e outros profissionais como testemunha para a coordenação da enfermagem.

Orientada pelo jurídico do Sindicato de Enfermagem de Alagoas (Sineal), a vítima registrou o caso na delegacia. Representantes Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) acompanharam a vítima. O caso será acompanhado e as providências cabíveis ao Conselho serão tomadas.

“O caso será analisado pelo jurídico, mas reiteramos que repudiamos qualquer tipo de violência. O Conselho está prestando todo apoio à vítima e junto ao Sindicato quer fortalecer e defender a imagem da Enfermagem alagoana”, destacou Paulo Guimarães, secretário geral do Conselho, que acompanhou a vítima da delegacia.




  • Receba nossas novidades