25/04/2019

Enfermeira implanta em hospital público de Maceió processo utilizado na USP

A medida auxilia o trabalho dos profissionais de enfermagem

Com um olhar diferenciado sobre o dia-a-dia, a enfermeira Marcia Cristina Cesar conseguiu enxergar a necessidade de dar mais atenção a evolução e prevenção das lesões por pressão. Por isso, ela implantou um novo processo de avaliação de feridas no Hospital Escola Dr. Helvio Auto (HEHA), onde trabalha há 2 anos.

As lesões por pressão são feridas que ocorrem em função da falta de oxigenação na superfície da pele, gerada por compressão prolongada. As feridas são comuns em pacientes internados ou acamados por longos períodos. Essas lesões afetam significativamente a qualidade de vida desses pacientes.

“Faço o que todo enfermeiro deveria fazer, mas muitas vezes sobrecarregado pelas demandas de trabalho não consegue realizar sua função como deveria”, esclareceu. O processo de avaliação implantado facilita e otimiza o trabalho do profissional, através de critérios técnicos de averiguação de aspectos da lesão por pressão, do leito e dos recursos materiais disponíveis.

Com base na avaliação é preenchido uma ficha para cada paciente, o que auxilia a dar continuidade na assistência realizada pelos profissionais de enfermagem, que nesta instituição de saúde possuem plantões de 12h diurnos e noturnos. “Muitas vezes o profissional só via o paciente uma vez por semana, e sem uma avaliação precisa e o registro na ficha especifica, a continuidade do tratamento da ferida o tratamento estaria prejudicado”, explicou Márcia.

Em abril, Marcia esteve no Simpósio de Tratamento de Feridas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e teve a grata surpresa de perceber que o processo de trabalho implementado no HEHA se assemelhava em ao processo de avaliação de feridas da USP.

Para o presidente do Coren-AL, Renné Costa, exemplos como o de Márcia devem ser destacados e valorizados. “Pode parecer algo simples, mas tenho certeza que o trabalho desta enfermeira vai gerar resultados positivos para o Hospital e tem feito a diferença na vida dos pacientes”, destacou Renné.




  • Receba nossas novidades