13/09/2018

Enfermeira recebe prêmios a frente de Secretaria Municipal de Saúde

Coren-AL destaca contribuição da enfermagem para gestão em saúde

Patrícia Cavalcante, um exemplo de gestão na enfermagem

A enfermagem possui um grande campo de atuação e pode estar presente em diversas áreas como obstetrícia, saúde da família, oncologia, nefrologia, geriatria, pediatria, estética, terapia intensiva, cardiologia e na gestão.

Um exemplo da enfermagem na gestão é o trabalho da enfermeira de coração e formação, Patrícia Cavalcante, que hoje atua na administração pública respondendo pela Secretaria de Saúde do município de Jequiá da Praia em Alagoas.

Sua gestão já ganhou diversos prêmios e vem se destacando nacionalmente. O município já está entre os 10 melhores em saúde e já foi exemplo em Congresso de Secretário Municipais de todo país.

O Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) destaca que a contribuição dos enfermeiros nos serviços públicos de saúde é de grande valia, pois se trata de um profissional que tem capacidade de avaliar, sistematizar e decidir condutas adequadas, além de exercer liderança no trabalho.

“Nossa profissão está diretamente ligada à assistência e gerenciamento, por tanto passa por diferentes serviços de saúde. O enfermeiro é a engrenagem para a gestão dessa área”, afirmou Renné Costa, presidente do Coren-AL. “Todos os prêmios ganhados na gestão da Patrícia são a aprova que a enfermagem é importante para o pilar da administração em saúde”, ressaltou Renné.

Trajetória

Patrícia no Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde

Com experiência na assistência da enfermagem, Patrícia assumiu a secretária municipal de saúde de Jequiá em 2015 e iniciou uma intensa mudança de rotinas e estruturas. Já no primeiro ano do seu mandato, Patrícia recebeu o Prêmio Inovar e elevou o município entre os 10 melhores em gestão de saúde do país.

Para ela, esse é um reconhecimento do trabalho conjunto de todos que compõem a equipe da saúde, sendo incentivado pelas pessoas que precisam do Sistema Único de Saúde (SUS). “Também ganhamos o título de taxa zero de mortalidade infantil, com certeza um avanço, mas não há o que se comemorar fizemos o que é nossa obrigação”, afirmou.

Este ano, o estudo divulgado pela Federação da Indústria do Rio de Janeiro (Firjan) mostrou que a saúde de Jequiá da Praia também foi destaque, ficando em segundo lugar em desenvolvimento entre os 102 municípios alagoanos.

O estudo tomou como base o ano de 2016, apurados dados oficiais sobre saúde e educação básicas, como número de matrículas escolares e mortalidade infantil, além das taxas de emprego e renda média dos trabalhadores.

Em julho deste ano, a sua experiência foi levada para o XXXIV Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde que foi realizado em Belém do Pará, Patrícia apresentou a ação pioneira do Estado com a implantação em 2014 do Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) no município e aquisição de tabletes para os agentes comunitários de Saúde.

Saúde Bucal

O município também participou do Prêmio Nacional CFO de Saúde Bucal, antigo Brasil Sorridente, criado no âmbito dos conselhos de Odontologia concedido anualmente a municípios brasileiros. O objetivo é destacar a implantação e efetivação de políticas públicas de saúde bucal. Na primeira etapa Jequiá da Praia foi classificada entre os 10 melhores do estado, pelo Conselho Regional de Odontologia de Alagoas.




  • Receba nossas novidades