15/07/2020

Número de profissionais de enfermagem mortos por covid-19 sobe para 7 em AL

O Coren-AL lamenta a morte de Elir Oliveira, nesta quarta-feira, dia 15

É com extrema tristeza e pesar que o Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) toma conhecimento do falecimento da enfermeira Elir Paula da Silva Oliveira, ocorrido nesta quarta-feira, dia 15, vítima da Covid-19.

A profissional tinha 54 anos, dos quais 30 foram dedicados no setor de enfermagem no Hospital Geral Dagoberto Omena (HGDO) no município de Murici. Com ela, sobe para 7 mortes de profissionais de enfermagem causada pelo coronavírus.

Desde o início da pandemia, o Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL) vem acompanhando os casos entre a categoria. Nesta quarta-feira (15), o estado ultrapassou 1.000 profissionais de enfermagem confirmados ou com suspeitas, além de 6 mortes confirmadas.

No total são 1042 profissionais de enfermagem, sendo 151 enfermeiros suspeitos, 121 confirmados e 4 óbitos. Já entre os técnicos e auxiliares são 482 suspeitos, 282 confirmados e 3 mortes.

O presidente do Coren-AL, Renné Costa, explica que esses números são um somatório ao longo de toda pandemia e que muitos já se encontram curados e estão de volta ao seus postos de trabalho. “Somos nós, a enfermagem, que estamos na linha de frente contra a covid-19, travando esse embate direto com a doença, 24h ao lado do paciente”, destacou.

A atualização nos números é feita quando uma instituição de saúde do Estado comunica novos casos ao Coren-AL. Os números, porém, ainda não refletem a atual situação vivida, pois o Conselho ainda aguarda os dados de instituições que ainda não responderam a solicitação.

O Coren-AL solicitou aos enfermeiros responsáveis técnicos de todas as instituições de saúde do Estado que comuniquem o caso de qualquer profissional afastado com suspeita, internado e/ou óbito confirmado por covid-19.




  • Receba nossas novidades