25/04/2019

Presidente do Coren-AL participa do lançamento nacional do Nursing Now

Cofen e o Centro Colaborador da OPAS/OMS lançam nesta quarta-feira (24) a maior campanha global da Enfermagem no mundo

A campanha global Nursing Now, maior programa de fortalecimento da Enfermagem no mundo, teve seu lançamento no Brasil nesta quarta-feira (24), no auditório da Fiocruz, em Brasília. O presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL), Renné Costa, acompanhado do coordenador do Comitê de Valorização do Conselho Regional de Enfermagem de Alagoas (Coren-AL), Lucas Casado, e do coordenador da Fiscalização, Weslley Feitoza, participou da solenidade.

O Nursing Now é uma iniciativa da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Conselho Internacional de Enfermeiros (ICN) que buscam chamar a atenção dos governos dos países integrantes da ONU, para que valorizem os profissionais de enfermagem, que são essenciais para atingir as metas globais, nacionais e locais de saúde.

No Brasil, a campanha foi organizada pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e o Centro Colaborador da OPAS/OMS para o desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, vinculado à Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP.

Para Renné, a campanha vai mobilizar politicamente a classe. “Chegou a hora de bater na porta dos nossos políticos para pressionar e buscar o protagonismo social, institucional e científico que auxiliares, técnicos  de enfermagem e enfermeiros almejam no Brasil e no mundo, 2020 será o ano da enfermagem global, enfermagem agora e sempre! Já conversei com o coordenador nacional da campanha para fazer o lançamento em Alagoas.”, afirmou.

Criada no Reino Unido, a campanha já foi lançada em mais de 30 países, e pretende destacar e elevar o papel da Enfermagem e sua importância para o alcance das metas de saúde pactuadas pelos países membros da ONU. Durante os próximos dois anos, o ICN e OMS vão se mobilizar para elevar o status da Enfermagem, considerando seu papel central na concepção e implementação das políticas de Saúde que assegurem a universalidade do acesso.

A Enfermagem é a maior profissão da saúde e está presente em todas as unidades, hospitais, centros de pesquisa, universidades e em todos os serviços prestados à população. No Brasil, a categoria agrega mais de dois milhões de trabalhadores e luta há 19 anos pela redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais, por um piso salarial compatível com as funções desempenhadas e com a Lei do descanso digno – em algumas instituições, os profissionais deitam em papelões para descansarem da longa e exaustiva jornada.

Entre as principais metas definidas para o Brasil, e que serão apresentadas durante o evento, estão o investimento no fortalecimento da educação e no desenvolvimento dos profissionais de enfermagem com foco na liderança; a busca pela melhoria das condições de trabalho dos profissionais de enfermagem, e a disseminação de práticas de enfermagem efetivas e inovadoras com base em evidências científicas, em âmbito nacional e regional.

Estiveram presentes no evento, a ministra da saúde de Angola, Silvia Lutucuta, o ministro da Saúde do Brasil, Luiz Henrique Mandetta, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, parlamentares, líderes de partidos, autoridades de governos estaduais e lideranças da enfermagem a nível global, como a presidente do Conselho Internacional de Enfermeiros, Annette Kennedy, a cientista-chefe da OMS, Elizabeth Iro, a diretora executiva Global Nursing Now, Barbara Stilwell e a assessora regional de enfermagem do escritório da Organização Pan-americana de Saúde em Washington, Silvia Cassiane

 

Com informações Ascom Cofen




  • Receba nossas novidades